COMO SE PORTAR PERANTE O DIVÓRCIO

COMO SE PORTAR PERANTE O DIVÓRCIO – Durante todo o processo de divórcio vai nos deparar com situações constrangedoras e muito desconfortáveis. Afinal, não é só a separação que está em jogo, mas a partilha de bens (se houver), a guarda dos filhos, e muitas questões administrativas que fazem o casamento passado parecer ter sido nada mesmo que um negócio. Uma sociedade, em que apenas os bens sobraram no final, apenas questões burocráticas devem ser resolvidas. Mas a verdade é que o divórcio é um teste para qualquer pessoa.

COMO SE COMPORTAR PERANTE UM DIVORCIO

Um processo doloroso que ninguém nunca quis passar, e que temos que levar da melhor maneira possível. Por isso, procure manter a calma em todas as fases do processo e não transparecer rancor ou mágoa, seja qual for o motivo do divórcio. Se você conseguir manter a discrição e a serenidade, todo o processo será mais fácil e toda essa dor evapora na rotina algum tempo depois.

Procure falar apenas através do advogado se ainda estiver muito sensível, já que discussões e choros nesse momento não ajudam em nada. Atrapalham apenas e fazem do processo ainda mais inesquecível. Dessa forma, para que não vire um trauma na sua vida, tente ser imparcial. Se é pra ser um negócio, se é pra parecer um rompimento de sociedade, que seja então. Pelo menos esses negócios e questões administrativas não envolvem sentimentos, e nesse momento isso é o que você mais precisa.

O acompanhamento dos filhos

O melhor conselho nessa hora é a conversa. Nossos filhos são sempre mais maduros do que a gente pensa, então abra o jogo e conte porque o casamento acabou. Se for por algum motivo ligado a traição, não culpe ninguém ou coloque peso demais nisso. Se você fizer, com toda a mágoa que está sentindo, tudo isso se voltará contra você na cabeça dos seus filhos. Converse de forma neutra e explique o que não deu certo, confiando na maturidade e no discernimento que eles têm, e que a partir dessa conversa vão se desenvolver ainda mais. Converse muito com eles, peça opinião, tente saber o que estão pensando. Se você não conversar com eles, eles vão buscar outra pessoa para conversar: amigos, tios, namorados, etc.

E não sabemos nunca que tipo de conselhos essas pessoas pode oferecer aos seus filhos. Por isso, se algo deu errado, devemos sempre ponderar juntos e mantendo a unidade da família. Porque a primeira coisa que eles pensam é que a família vai se dissolver. Deixe claro o que termina e o que continua, não deixe dúvidas na cabeça de crianças e principalmente de adolescente, porque essa dúvida pode ser a semente de muita coisa ruim no futuro.

Leave a Reply